José Carlos Rodrigues Pereira assinala, este Sábado, o 23.º aniversário à frente dos destinos do Club Sport Marítimo, num percurso marcado por sucessos e que consolidou o emblema verde-rubro como principal embaixador da Região Autónoma da Madeira em Portugal e no Mundo.

O dia 4 de Julho de 1997 marca o início desta caminhada que fez do líder maritimista um dos dirigentes desportivos há mais tempo em atividade e uma voz respeitada no seio do futebol português.

Enquanto líder máximo dos verde-rubros, José Carlos Pereira conduziu a equipa a sete apuramentos europeus, um deles com acesso à fase de grupos da Liga Europa, duas finais da Taça da Liga e uma final da Taça de Portugal, um momento que, de resto, guarda na memória pela mancha verde e vermelha que pintou o Estádio do Jamor.

«Uma das maiores alegrias que tive, nestes anos como presidente, foi a final da Taça de Portugal, em que houve, pela primeira vez, uma ponte aérea para Lisboa e onde tivemos 5 mil adeptos no Jamor contra o FC Porto», disse o presidente José Carlos Pereira em declarações exclusivas à Marítimo TV.

O caminho traçado para o Marítimo é muito mais abrangente do que as quatro linhas que delimitam um campo. Foi sobre a sua égide que, de resto, nasceram os mais emblemáticos projetos do Universo Marítimo: a construção do Complexo de Santo António, o Colégio do Marítimo e, mais recentemente, do Estádio do Marítimo, reconhecidamente um dos melhores palcos do território português.

«Outra das minhas maiores alegrias foi a inauguração do novo estádio, com uma vitória sobre o Benfica por 2-1. E no futuro, a construção e inauguração de uma academia será outra das grandes alegrias que terei e darei à massa associativa», anunciou.

Apesar de toda a história escrita ao longo dos últimos 23 anos, o presidente Carlos Pereira mantém a ambição de melhorar o clube e dotá-lo de mais e melhor, cumprindo, de resto, com o slogan «orgulho no passado, confiança no presente e empenho no futuro».

«Não me sinto cansado e tenho prazer e vaidade naquilo que faço e no lugar que ocupo no Marítimo. A mensagem que deixo aos sócios e adeptos é que gosto muito deles e podem sempre contar comigo», vincou.