Jogadores e staff técnico do Marítimo da Madeira cumpriram, na manhã desta segunda-feira, o teste de despiste à COVID-19. No Estádio do Marítimo, foram tomadas todas as precauções de segurança recomendadas pelas autoridades oficiais e utilizados os diversos espaços disponíveis na infra-estrutura verde-rubra.

O presidente Carlos Pereira abriu as hostilidades e foi o primeiro a submeter-se ao teste da Zaragatoa/PCR com colheita nasofaríngea, para testar infeção ativa, procedimento que foi, aliás, seguido, por todos os elementos afectos ao futebol e que ainda estão em actividade: jogadores, equipas técnicas, dirigentes e staff de apoio.

Antes ainda do início do estado de emergência, imposto como medida restritiva à propagação da pandemia COVID-19, o Marítimo da Madeira elaborou e colocou em prática um plano de contingência detalhado, para atletas e restantes profissionais do clube, e tem seguido todas as orientações da Direcção Regional de Saúde no processo gradual de retoma dos treinos.