O presidente do Club Sport Marítimo, Carlos Pereira, frisou que esta contratação alia a qualidade futebolista à expansão da marca Marítimo, uma vez que centra atenções no clube durante o próximo ano.

«Ao fazermos esta contratação de um internacional japonês, que na sua tenra idade conta já com participações na seleção do seu país, fortalecemos, com toda a certeza, o nome do Marítimo fora da Região», começou por dizer o líder verde-rubro, apontando, posteriormente, para todo o projeto de futebol que acaba por atrair jovens valores que querem singrar no panorama europeu da modalidade.

«O Marítimo tem sido o clube que mais tem feito na formação e circulação dos seus ativos. Isto é atraente para qualquer jogador, mesmo tendo outras propostas de outros mercados», rematou.