Em caso de vitória frente ao Famalicão, o Maior das Ilhas alcança nova façanha inédita na Região: a presença na final 8 da Taça de Portugal.

O Pavilhão do Club Sport Marítimo recebe, no próximo sábado, aquele que poderá ser considerado o mais importante jogo da História do futsal do Marítimo. E da Madeira. A equipa de Bruno Salgado será a anfitriã do Famalicão, em duelo a contar para a Taça de Portugal. Em caso de vitória, como se espera, o Maior das Ilhas alcança nova façanha inédita na Região: a presença na final 8 da Taça.

No ano em que comemoramos os 45 anos da ascensão do Club Sport Marítimo à I Divisão Nacional em futebol, o futsal verde-rubro está no caminho certo para reclamar um lugar entre as grandes conquistas que acumulámos ao longo de quase 112 anos. Envolvidos na fase de subida à I Divisão, os rapazes do Almirante Reis demonstram, na quadra, o fervor de quem tem encontro marcado com a glória. E com o destino.

Nicolas, o “fixo” do Marítimo, parece indicar o caminho

O Marítimo nasceu para ser pioneiro. Fomos sempre nós a abrir o caminho, a enfrentar mares que convidavam náufragos. Mas vencemos. Em nome da Madeira, sangrámos para singrarmos. Agora, no futsal, vislumbra-se a possibilidade de repetir gestas que fizeram do Marítimo o Maior das Ilhas e um dos maiores de Portugal. No sábado, contamos com o apoio dos Maritimistas para remarmos juntos até à final 8. Depois, vamos continuar a travessia dos precursores: nunca uma equipa de futsal madeirense ascendeu à I Divisão. Este ano, o Marítimo luta por esse desígnio. Com a comunhão dos Maritimistas, vamos proporcionar às gerações vindouras razões para assinalar efemérides: em 2067, alguém também escreverá que, 45 anos antes, em 2022, o Club Sport Marítimo atingiu, pela primeira vez, a Final 8 da Taça. E subiu à I Divisão Nacional.

Que se faça a festa no Sábado. (Fotografia de Miguel Rodrigues)

CS Marítimo – Famalicão

Pavilhão do Marítimo – Sábado, 19 de Março, às 15h30

Vamos a eles.

Saudai o Marítimo