Um golo de Alipourghara, nos instantes finais da primeira-parte, carimbou o triunfo do Marítimo da Madeira, na recepção ao SC Farense, e catapultou a formação orientada por Júlio Velázquez para fora dos lugares de despromoção directa.

Este foi o terceiro triunfo registado dentro de portas pela equipa insular nesta edição da Liga NOS e começou a ser desenhado ainda no primeiro quarto-de-hora do encontro, quando Rúben Macedo ganhou o corredor direito e descobriu Alipour na área para uma cabeçada perigosa para as redes de Beto (16′).

Os algarvios apenas criaram perigo nos primeiros 45 minutos na sequência de uma bola parada, mas Amir afastou, em cima da linha, um remate de Amine (33′) .

O conjunto madeirense não se deixou abalar pelo ameaço visitante e, na sequência uma jogada de ataque organizado, René Santos descobre Alipour que desbravou o caminho para o fundo da baliza do Farense, o primeiro do camisola 70 com as cores do Marítimo e que foi saudado por todo o grupo de trabalho (43′).

O Marítimo respondeu ao perigo criado pelo Farense na primeira parte de bola parada e Zainadine Junior (51′) e Leonardo Andrade (57′), nos primeiros minutos da etapa complementar, tiveram oportunidade para ampliar a vantagem, mas Beto, primeiro, e a mira descalibrada, depois, impediram novo momento de felicidade insular.

Pelo meio, o SC Farense ainda dispôs de uma boa situação para visar a baliza de Amir Abedzadeh, mas o iraniano fechou a porta da baliza às intenções Madi Queta (57′).

Com os três pontos resgatados diante dos Algarvios, o Marítimo soma atinge os 24 pontos na conta poupança e volta a entrar em campo no próximo Sábado, diante do Belenenses SAD, numa partida agendada para as 12:45 horas o Estádio Nacional do Jamor.