A Fundação do Marítimo distinguiu 12 alunos com bolsas de estudo, numa cerimónia liderada pelo Presidente do Marítimo, Carlos Pereira, que enalteceu a importância desta ação solidária.

«Esta é mais uma ação das muitas que têm sido feitas, esta mais tarde devido à pandemia que não nos deu oportunidade de fazer este momento solene no estádio perante o nosso público, pelo que tivemos que realizá-la no Museu do Marítimo. A Fundação do Marítimo continua ativa e, ao longo dos anos, tem contribuído e muito para atenuar o sacrifício que as famílias fazem para que os seus filhos/alunos possam ter uma vida mais tranquila», destacou o líder verde-rubro.

«É a função do Marítimo enquanto instituição centenária, uma fundação criada para estes fins, mas sobretudo para ser solidária. Dos primeiros pontos e o que é mais significativo na escolha é a classificação de cada aluno e tem outra parte, também significativa como o rendimento mais baixo e o agregado familiar que mais são pontuadas na atribuição destas bolsas», sublinhou o presidente Carlos Pereira.

Elvis Pinto, aluno do ensino superior, sentiu-se muito grato pela iniciativa promovida pelo Maior das Ilhas.

«É uma sensação gratificante receber esta bolsa que dá uma imensa ajuda. É uma alegria saber que o clube contribui para o sucesso destes alunos», afirmou o jovem estudante.