O Marítimo venceu, na tarde deste sábado, o Desportivo das Aves, por 2-1, em jogo da jornada 6 da Liga NOS. Com uma primeira parte de muito bom nível, os pupilos de Daniel Ramos já podiam estar em vantagem nem um minuto decorrera: Jean Cléber, isolado, deu pouca força na bola para esta chegar a Rodrigo Pinho que estava na 'cara' do guarda-redes.
Mas a insistência ofensiva verde-rubra deu frutos aos 16 minutos: cruzamento primoroso de Edgar Costa e cabeceamento vitorioso de Rodrigo Pinho. Com o domínio dos acontecimentos, os maritimistas chegaram ao segundo golo a sete minutos dos 45: contra-ataque perfeito conduzido por Jean cléber, grande passe a isolar Rodrigo Pinho que, perante Quim, assina uma verdadeira obra de arte.
Obra de arte foi, também o que os dois jogadores - Cléber e Pinho - produziram no minuto 60, numa jogada magistral que por muito pouco não resultou no terceiro já que Ricardo Valente atirou à rede lateral.

Sem nada a perder, os avenses vieram mais para a frente mas só criaram verdadeiro perigo num livre à entrada da área, com Edgar Costa, em cima da linha, a ser fundamental. Mas no minuto 81 o Aves marcou mesmo, só que daí até final a melhor ocasião de golo esteve nos pés de Lundberg que rematou para defesa com o pé do guardião adversário.

No Estádio do Marítimo - num relvado igual para as duas equipas... -, com arbitragem de Carlos Xistra (Castelo Branco), o Marítimo apresentou:
Charles; Bebeto, Zainadine, Pablo, China, Gamboa, Fábio Pacheco, Jean Cléber (Éber, 88), Edgar Costa, Rodrigo Pinho (Lundberg, 83) e Ricardo Valente (Ibson, 77).
Ação disciplinar: cartão amarelo a Fábio Pacheco (49) e Pablo (70).
Golos: Rodrigo Pinho (16 e 38).

Club Sport Marítimo | Todos os direitos reservados | Administração